ETIAS:ESCLARECENDO DE UMAVEZ POR TODAS O QUE É.

ETIAS – Um controle bom para a Europa e para os turistas



A exigência de inscrição no ETIAS (Sistema Europeu de Autorização de Viagens), não pode ser vista como um inibidor de entrada de brasileiros na Europa e, em particular, em Portugal. É sim, mais um controle de entrada, que visa minimizar riscos ao continente europeu, pois identificará, antecipadamente, indícios que bloquearão a entrada no Espaço Schengen. https://www.portugalsim.com.br/.../vai-viajar-ano-que-vem...

Bom para a Europa, pois evitará a entrada de pessoas que apresentem risco à segurança europeia, e bom para os turistas que não correrão os ricos de não entrada no país de destino, com os imensos aborrecimentos e prejuízos financeiros

O ETIAS é uma autorização de viagem, similar à concedida pelo Canadá, EUA e Austrália, para visitação como turista (aproximadamente 30 milhões de visitantes anuais) nos 26 países que compõe o Espaço Schengen Será um processo rápido on-line, com um custo não elevado, que durará aproximadamente 15 minutos e, na maioria das vezes confirmado em menos de uma hora. Terá uma validade de três anos, para múltiplas entradas. E deverá ser implementado em 2022.

Os documentos necessários a apresentar: 1. Passaporte válido (melhor que seja eletrônico); 2. Email; 3. Cartão de crédito; 4. Formulário ETIAS preenchido com os dados pessoais de praxe.

A solicitação será cruzada com as bases de dados na Interpol, Europol, Eurodac (Sistema de Informação Schengen, e do Sistema de Informação sobre vistos. Além dessas informações pessoais, será necessário responder a um breve questionário: . Uso de drogas . Terrorismo . Tráfico Humano . Viagens para áreas de conflito . Antecedentes criminais . Emprego . Informações sobre viagens anteriores à Europa . Informações de segurança

Atenção com as informações falsas ou enganosas na solicitação do ETIAS, pois a entrada poderá ser negada. Nos casos de solicitação recusada, podem ser requisitados documentos adicionais. A pessoa vai ter 96 horas para apresentar tal documentação e as autoridades governamentais do Estado-membro do Schengen em questão vão ter quatro semanas para tomar uma decisão. Em caso de negação, a pessoa solicitante tem direito a apelar.

Setúbal, 01 de junho de 2022.

Renato Leal